cadeia

​​​​​​O preso provisório José Wagner Silva Francelino, “Waguinho” de 22 anos de idade, morador do Sítio São José, zona rural de Mossoró, foi encontrado morto, no início da noite deste domingo 28 de julho de 2019, no interior da cela 05 do pavilhão 2 da Cadeia Pública de Mossoró, na região Oeste Potiguar.

De acordo com a direção da unidade prisional, os agentes penitenciários de plantão, foram chamados pelos detentos da cela que um colega estava passando mal e quando os agentes chegaram o preso já estava morto. Uma ambulância de Suporte Avançado do Samu foi para o presídio, para constatar o óbito.

O perito criminal, Marcos Dayan informou à Imprensa, que não foi possível identificar sinais de violência no corpo do preso, durante o trabalho de perícia e que somente com os exames de necropsias que serão realizados no Instituto Médico Legal,é que serão identificadas as causas da morte.

Os presos da cela, onde José Wagner estava, garantiram para a direção da Cadeia Pública que não mataram o colega.José Wagner estava preso desde dezembro de 2017, aguardando sentença da justiça. Ele era acusado de ter cometido uma tentativa de latrocínio contra um motorista na cidade de Areia Branca.

Após a perícia realizada dentro da cela, o corpo do detento foi recolhido e encaminhado para necropsia no Instituto Técnico e Científico de Perícia Itep, onde será identificada a causa da morte. Se foi por causa natural ou se de forma violenta.