Polícia Civil apreende adolescente por homicídio em Maxaranguape

por - 05/07/2019 07:59

Policiais civis da Delegacia Municipal de Extremoz, na manhã desta quinta-feira (04), deram cumprimento a uma medida cautelar de internação provisória em desfavor de uma adolescente de 16 anos. Ele é investigado pela prática de homicídio duplamente qualificado, ocultação de cadáver e associação criminosa. A medida cautelar foi expedida pela Vara da Infância e Juventude, na Vara Única da Comarca de Extremoz.

O homicídio foi praticado em um terreno baldio, na noite do dia 10 de setembro de 2018, no bairro Novo Horizonte, município de Maxaranguape e, segundo as investigações, foi motivado por dívidas de drogas. O fato aconteceu quando Everton Barros da Cruz, preso na operação “Cronos II” e os dois adolescentes infratores, convidaram Renato Ferreira Francelino, conhecido como “Cocada”, para consumirem drogas. Em determinado momento, executaram a vítima com disparos de arma de fogo e golpes de arma branca, tipo peixeira.

Após o delito, o corpo da vítima, Renato Ferreira, foi enterrado próximo ao local, onde ocorreu a execução. O homicídio foi elucidado e todos os envolvidos identificados, um deles preso e dois deles apreendidos. A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

COMENTÁRIOS