Jovem que estava com viagem marcada para Brasília morre durante assalto no Planalto 13 de Maio em Mossoró

por - 29/12/2019 07:50

Mais um jovem perde a vida, vítima da violência que assola Mossoró, a segunda maior cidade do Rio Grande do Norte, localizada na região Oeste do estado. Thiago Millan de Góis Pereira, 25 anos foi morto durante um assalto, ocorrido no início da noite deste sábado 28 de dezembro de 2019, na Rua Martins Júnior no Bairro Planalto 13 de maio.

Relatos de familiares e amigos, são de que Thiaguinho como era mais conhecido, tinha saído de casa em sua moto, para pegar uma câmera fotográfica na casa de um amigo e a cerca de 100 metros de sua residência, foi abordado por dois bandidos ,que ocupavam uma moto Bros de cor vermelha, que anunciaram o assalto.

De acordo com informações de testemunhas, os dois criminosos, tinham acabado de praticar um assalto em um mercadinho e estavam em fuga, quando cruzaram com Thiago e o abordaram.

O Jovem entregou o celular aos criminosos, e teria corrido com a chave da moto, para não entregá-la aos assaltantes, foi quando um dos bandidos efetuou cerca de quatro tiros em sua direção, dois quais dois atingiram as costas do rapaz. Thiago Millan foi socorrido por um familiar para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Alto São Manoel, mas não resistiu e morreu ao dar entrada naquela unidade de saúde.

O jovem Thiago tinha o futebol como seu esporte preferido. Jogou no time base do Potiguar de Mossoró e atualmente participava de campeonatos de bairros. Ele trabalhava na Mossoró Películas. O Blog Fim da Linha conseguiu colher junto a familiares que estiveram na UPA, que Thiago desistiu de viajar à Brasília, na última quarta feira (25) onde iria visitar seu pai. A viagem à capital federal teria sido adiada para a próxima segunda feira dia 30. Ele iria passar o fim de ano ao lado do pai que está doente.

O corpo da vítima será removido da UPA por uma funerária e encaminhado ao Instituto Médico legal do Itep onde será necropsiado e depois liberado para sepultamento. Mossoró chega neste sábado aos 220 assassinatos no ano de 2019. Crime a ser investigado, pela Delegacia de Furtos e Roubos, por se tratar de latrocínio, roubo seguido de morte.