Polícia Civil do RN participa de operação da Polícia Civil de SP contra integrantes de facção criminosa

por - 14/06/2018 13:45

Policiais civis de São Paulo e do Rio Grande do Norte cumpriram no Estado dois mandados de prisão e dois mandados de busca e apreensão contra integrantes de uma facção criminosa com atuação nacional, na manhã desta quinta-feira (14). O cumprimento dos mandados é decorrente da deflagração da Operação Echelon, uma ação conjunta da Polícia Civil de São Paulo, do Ministério Público e da Secretaria de Administração Penitenciária do Estado de São Paulo, que foi efetivada em 14 Estados.

Foram cumpridos dois mandados de prisão contra dois presos que estão detidos no Presídio de Alcaçuz e dois mandados de busca e apreensão nas em uma residência na cidade de Mossoró e em outra residência localizada na zona rural de Apodi.

Sobre as investigações – A Polícia Civil de São Paulo foi acionada para investigar fragmentos de manuscritos que foram encontrados por agentes penitenciários nos esgotos do Presídio de Segurança Máxima de Presidente Venceslau. A investigação revelou a existência de uma célula denominada “Sintonia de Outros Estados e Países”, que contava com o envolvimento de 103 integrantes, dos quais 75 já presos, distribuídos nos Estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul; Paraná; Rio Grande do Sul; Pará; Alagoas; Minas Gerais; Góias; Tocantis; Roraima; Rio Grande do Norte; Acre; Amapá e Maranhão.

“ Após o cumprimento destes mandados judiciais e com a colheita de novas provas, nós teremos condições de compartilhar provas com a Polícia Civil do RN, as quais poderão ajudar a elucidar a atuação desta facção criminosa no Estado”, detalhou o delegado da Polícia Civil de São Paulo, Edmar Rogério Dias Caparroz.

De acordo com o delegado titular da Delegacia Especializada Assistência ao Turista (Deatur,) Márcio Delgado, que fez parte do cumprimento dos mandados no Rio Grande do Norte, “a arrecadação destas provas na manhã desta quinta-feira (14),ajudará a Polícia Civil do RN a subsidiar várias investigações que estão em curso”.

Legenda da imagem: Da esquerda para a direita, Delegado da Deatur, Márcio Delgado; Diretor da Diretoria de Polícia Civil do Interior, delegado Lenivaldo Pimentel; Delegado-geral adjunto da Polícia Civil, Gustavo Santana e Edmar Rogério Dias Caparroz, delegado da Polícia Civil de São Paulo.

COMENTÁRIOS