Comerciante é preso fazendo “gato de energia” na Av. Engenheiro Roberto Freire, Zona Sul de Natal

por - 27/02/2019 11:46 - Atualizado em 27/02/2019 11:47

A Cosern realizou na manhã desta 3ª feira (26), com apoio da Polícia Civil, a prisão de um comerciante que estava fazendo uso de energia elétrica de forma clandestina a partir de um poste de iluminação pública próximo a uma parada de ônibus da Av. Engenheiro Roberto Freire, em Ponta Negra, Zona Sul de Natal.

O eletrotraficante foi levado para a Central de Flagrantes da Polícia Civil, no bairro de Cidade da Esperança, para prestar depoimento e ser lavrado um auto de prisão em flagrante.
A prisão do comerciante ocorreu a partir de uma denúncia anônima recebida pela Cosern. A ligação clandestina de energia elétrica era utilizada para abastecer um comércio de bebidas próximo a uma parada de ônibus e os fios, colocados de forma irregular, representavam risco de morte para os usuários da parada de ônibus e para os pedestres.

“Com a proximidade do carnaval, a fiscalização vai ser reforçada e a Cosern apela que a população denuncie, de forma anônima, toda e qualquer ligação irregular que perceber no telefone 116”, lembra Givanildo Batista, Gestor de Recuperação de Energia da Cosern. “O “gato” de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal e a pena pode chegar a 04 anos de reclusão”, lembra.
Além de crime, a fraude representa risco de morte a quem faz e a quem está próximo. A infração também provoca perturbações no fornecimento de energia e parte do prejuízo é dividida por todos os consumidores na hora do reajuste tarifário homologado pela Aneel anualmente.
Na última 6ª feira (22), equipes da Cosern identificaram e desligaram ligações clandestinas que abasteciam 80 residências na cidade de Areia Branca, na Costa Branca. No dia 18 de janeiro, a Cosern já havia desligado 30 “gatos” que abasteciam 150 residências na mesma cidade.
No dia 01 de fevereiro, a “Operação Varredura” foi realizada nos municípios de Guamaré e de Macau, também na Costa Branca, e a Cosern identificou e desligou ligações clandestinas que abasteciam de forma irregular 467 residências em dois conjuntos habitacionais no bairro de Salina da Cruz e no Povoado Baixa do Meio, em Guamaré, e no Assentamento Nova Jerusalém, em Macau.
A “Operação Varredura” vai continuar sendo feita mesmo nas cidades nas quais as equipes da Cosern já fizeram as fiscalizações. A Cosern reforça o apelo para que a população denuncie as irregularidades, de forma anônima e gratuita, pelo site (www.cosern.com.br) ou pelo telefone 116.
Ao longo de todo o ano de 2018, a Cosern conseguiu recuperar, por meio da “Operação Varredura” quase 22 milhões de kWh de energia que estava sendo furtada por “gatos” – quantidade suficiente para abastecer os 17 municípios da região do Seridó durante 30 dias.
Fotos: Cosern/Divulgação

COMENTÁRIOS

NOTÍCIAS RELACIONADAS