Governo utilizará drones no monitoramento de unidades prisionais no RN

por - 19/12/2019 06:43

A Secretaria Estadual da Administração Penitenciária (Seap) vai utilizar drones para monitorar as unidades prisionais do Rio Grande do Norte. O serviço de vistoria aérea dos presídios será iniciado a partir de 2020.

Em outras unidades da federação, o uso de drones já é regulamentado para complementar as ações de segurança. Além disso, o equipamento também é utilizado para combater a utilização de drones por grupos criminosos, como para o transporte de drogas e outros materiais para os apenados.

No Rio Grande do Norte, a pasta de Administração Penitenciária contratou a TM Soluções Integradas, sediada em Brasília, que é especializada no uso de drones para o monitoramento de grandes áreas. A empresa já realiza vistorias aéreas das instalações da Companhia Docas do Rio de janeiro.

O valor do contrato firmado entre o governo potiguar e a empresa não foi divulgado. O contrato foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira, 18.

No Complexo Penitenciário Nelson Hungria, em Minas Gerais, o uso de drones é regulamentado pela Secretaria de Justiça e Segurança Pública. O equipamento é utilizado em ações de dia e também em atividades noturnas. Com isso, os agentes poderão acompanhar as imagens captadas em tempo real por meio de um tablet ou celular.

Além disso, as câmeras das aeronaves têm sensores que conseguem captar calor, o que facilita a localização de presos em casos de fuga.

Tornozeleiras eletrônicas

A Secretaria Estadual da Administração Penitenciária assinou nesta quarta-feira, 18, a prorrogação do contrato para fornecimento de tornozeleiras eletrônicas aos presos do Rio Grande do Norte. O acordo de aditamento contratual com a empresa Spacecomm Monitoramento S/A, definido em R$ 662 mil, será válido pelo período entre janeiro até junho de 2020.

NOTÍCIAS RELACIONADAS