CASO NORMA: Acusada de manda matar mãe a marretadas vai a júri popular nesta quarta-feira em Macaíba

por - 05/11/2019 11:47 - Atualizado em 05/11/2019 12:01

Taliany Masquiza de Freitas Oliveira, de 26 anos, acusada de ser a mandante do crime que vitimou Normalice de Freitas Lourenço, de 41 anos, morta a marretadas pelo pedreiro Geraldo José Amaro do Nascimento, de 41 anos vai a júri popular na manhã desta quarta-feira na comarca de Macaíba, onde aconteceu o crime.

A acusada ficou conhecida como “A Suzane Richthofen de Macaíba” devido à vítima ser mãe da Taliany e caso ocorrido em 2015, ter sido de bastante repercussão e ser semelhante ao da Suzane Von Richthofen, que repercutiu nacionalmente.

A acusada teria sido apontada como mandante do crime pelo Geraldo e ao ser ouvida acabou caindo em contradição, sendo pedida a prisão preventiva dela até o fim das investigações, que posteriormente, provas definitivas foram juntadas aos altos e a suspeita foi detida definitivamente até o julgamento que ocorre quatro anos após a morte de Norma, como era mais conhecida a vítima.

Veja Mais sobre o caso:

Reviravolta: Filha de Norma é presa acuada de mandar matar a mãe
http://190rn.com/natal/2015/08/reviravolta-filha-de-norma-e-presa-acusada-de-mandar-matar-a-mae/

Veja conversa: Filha tinha ameaçado a Mãe pelo Facebook
http://190rn.com/regiao-metropolitana/2015/08/veja-conversa-filha-tinha-ameacado-mae-pelo-facebook/