Justiça julga nesta quarta-feira (13) acusados de matar agente penitenciário em 2013

por - 13/11/2019 12:16

O Tribunal do Júri Popular de Parnamirim julga nesta quarta-feira (13), a partir das 9h, no Salão do Júri do Fórum Tabelião Otávio Gomes de Castro, quatro dos acusados de matarem o agente penitenciário Maxwell André Marcelino durante troca de tiros, em meados de 2013, no centro daquela cidade, em uma tentativa de resgate de um apenado após uma consulta médica.

Na sessão do Júri, serão julgados os réus Morgana Renata de Almeida Barbalho, atualmente recolhida no Cadeia Pública Feminina de Parnamirim; Arthur Matheus Costa da Silva, atualmente recolhido na Penitenciária Estadual Rogério Coutinho; Hyatan Torquato Soares, atualmente recolhido na Penitenciária Estadual de Alcaçuz; e Diana Cristina de Farias.

Segundo a denúncia do Ministério Público Estadual, no dia 8 de agosto de 2013, por volta das 9h30, na Av. Brigadeiro Everaldo Breves, os agentes penitenciários Maxwell Marcelino e Nelson Alves realizavam a escolta do apenado Wilson de Medeiros de uma clínica médica para a Penitenciária Estadual de Parnamirim, quando foram surpreendidos por um veículo Palio que atravessou a rua, descendo dele os acusados Hyatan Torquato Soares, Thiago Lucas de Oliveira da Silva, Gustavo Luiz do Nascimento e a adolescente, todos portando armas de fogo e imediatamente atiraram em direção as vítimas que estavam no carro da escolta.

O MP afirmou que o único objetivo era de resgatar o apenado Wilson de Medeiros. Neste momento as vítimas, com o fim de se defenderem, também efetuaram disparos de arma de fogo contra os acusados, atingindo no braço a adolescente, ocasião em que os acusados e a adolescente ingressaram no veículo e fugiram do local em direção à cidade de São José do Mipibu, sem levar o apenado.

Após a fuga dos denunciados verificou-se que o agente penitenciário Maxwell Marcelino, que estava na condução do carro da escolta, havia recebidos vários tiros na região torácica, chegando a ser socorrido pelos médicos da SAMU, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu. Já o agente penitenciário Nelson Alves, que também estava no interior do veículo, saiu ileso da troca de tiros.

NOTÍCIAS RELACIONADAS