UMA GOTA NO OCEANO: Sete armas foram apreendidas só no ultimo final de semana na Região metropolitana de Natal

A Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte registrou a apreensão de sete armas de fogo e trinta munições durante o final de semana na Região Metropolitana.

De sexta a domingo, a Polícia Militar registrou a apreensão de 07 armas de fogo de diversos calibres, além da apreensão de cerca de 5,4 kg de drogas e entorpecentes.

Ainda no combate ao porte ilegal de armas e munições, a Polícia Militar apreendeu 30 munições intactas de diversos calibres, além de 10 munições deflagradas.

Já no âmbito do combate ao tráfico ilícito de drogas e entorpecentes, a Polícia Militar do RN registrou a apreensão de aproximadamente 5,4 kg de entorpecentes, sendo 3 pedras de crack, 05 porções de cocaína, 90 trouxinhas de maconha, 01 tablete de maconha e 04 porções de crack.

A Polícia Militar ainda registrou a apreensão de 02 balanças de precisão, 01 rádio comunicador, a quantia de R$ 2.138,00 em dinheiro fracionado e uma maquineta de cartão de crédito utilizados por um dos suspeitos de tráfico presos na venda de drogas e entorpecentes.

Ainda no final de semana, a Polícia Militar recuperou seis veículos com queixa de roubo, os quais foram devolvidos aos respectivos proprietários após os procedimentos legais.

Os dados foram coletados durante ocorrências registradas e atendidas pela Polícia Militar do RN na Região Metropolitana entre os dias 29 de novembro e 1° de dezembro.

Opinião da Notícia

Esses foram os dados divulgados pela Polícia Militar no site oficial da PM e o questionamento que fazemos é sobre o poderio de fogo ilegal ainda nas mãos dos criminosos, e qual seria a melhor forma de combater a entrada de armas ilegais nas nossas fronteiras.

Por outro lado vemos a população desarmada a merce dos bandidos e sem a condição da legítima defesa o que deixa os criminosos mais seguros para cometer os crimes, sem contar nas leis existentes que são brandas e beneficiam os criminosos.

Enquanto retira-se uma arma das mais de criminosos no nosso estado, outras 10 podem está entrando ou sendo comercializadas ilegalmente no território potiguar, não fazendo muita diferença para o crime organizado, como uma gota em um oceano da criminalidade.