Acusado de matar travesti em Mossoró acaba de ser preso pela Homicídio

Por Alcivan Villar

 

Agentes da Delegacia Especializada em Homicídio de Mossoró, Dehom, prenderam na tarde desta segunda feira 05 de janeiro de 2015,Francisco Maxsuel Gomes Borges, de 24 anos de idade, acusado de matar o travesti Antônio Silvestre de Feitas Silva,conhecido socialmente como Patrícia de 36 anos de idade.

Masxuel também é acusado de tentar matar,outro travestí,identificado como Neuto de Souza Demétrio,popularmente conhecido como Natalia de 35,fato ocorrido no dia 29 de novembro de 2014,no bairro Abolição III em Mossoró RN.

Maxsuel foi preso na residência de seus familiares no bairro Aeroporto II,depois de uma denuncia anônima. A equipe da Dehom já vinha em diligências no sentido de capturá-lo,mas o acusado sempre fugia para outros estados.

Maxsuel confessou o crime,mas negou ter tido relações sexuais,com os travestís.Ele disse que foi ao motel com eles apenas para usar cocaina e que depois de um desentendimento,foi agredido físicamente por patrícia e Natália.

Depois da briga,Masxuel saiu do local e depois retornou armado de faca,para se vingar.A Operação montada pela equipe da Dehom para prender Masxuel,foi comandada pela Delegada Adjunta daquela especializada, Drª Liana Aragão.

Francisco Maxsuel é foragido da Penitenciária Agrícola Mario Negocio em Mossoró, onde cumpria pena por assaltos.

Após ser preso,o mesmo foi encaminhado a PAMN,por ser foragido daquele nucleo prisional. Quanto a acusação dos crimes de Homicídio e tentativa de Homicídio contra os travestis,a justiça ainda não decretou a prisão preventiva dele,apesar de já ter sido solicitada pelo Delegado da Dehom.