Homem mata namorado da ex, se esconde dentro de guarda-roupa e acaba preso

Um homem suspeito de matar o namorado da sua ex-companheira foi preso na madrugada de terça-feira (8) após ser encontrado pela Polícia Militar dentro de um guarda-roupa. O caso aconteceu na cidade de Guamaré, na Costa Branca potiguar.

Segundo a Polícia Militar, a prisão aconteceu cerca de meia hora após o crime. Outros dois suspeitos de participação do homicídio também foram detidos em flagrante.

De acordo com o relato policial, o assassinato aconteceu por volta das 2h10 na praça de esportes do bairro Salina da Cruz.

Após receber a denúncia de que um jovem tinha sido esfaqueado durante um briga no local, a equipe da PM encontrou a vítima sendo socorrida por profissionais de saúde em uma ambulância, mas já inconsciente. Uma adolescente, namorada do rapaz, acompanhava o atendimento.

A adolescente contou à polícia que ela e o namorado estavam na casa dela quando dois amigos foram ao imóvel informando que algumas pessoas queriam conhecê-lo na praça. Ela relatou que ainda teria tentado impedir que o homem fosse ao local, mas ele decidiu ir.

Na praça, o casal encontrou o ex-namorado da adolescente, que iniciou uma briga com a vítima. Os dois entraram em luta corporal e o homem desferiu três facadas no namorado da ex, atingido o ombro, uma coxa e as costas. Apesar do socorro, o jovem morreu.https://50132c87d9c23958d1fdfeb11a922ba7.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Ainda segundo a PM, os três envolvidos fugiram do local para a casa do suspeito. Após localizar o endereço e se aproximar do imóvel, os policiais perceberam que dois tentaram fugir pulando os muros dos quintais vizinhos, mas houve perseguição e eles acabaram detidos. Ambos confessaram participação na ação.

Já o homem que seria o autor das facadas estava dentro da casa. Os militares entraram no imóvel e encontrara o suspeito escondido dentro do guarda-roupa de um dos quartos.

Os três presos foram levados para a Delegacia Regional de Macau. Ainda de acordo com a PM, tanto a vítima como o autor do crime teriam passagens pela polícia.