Sesed determina prioridade para investigação do assassinato de farmacêutico em Natal

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (SESED) determinou prioridade na investigação que apura a morte do farmacêutico André Damásio de Miranda, de 50 anos, vítima de assaltantes na tarde dessa quarta-feira (17) na avenida Jaguarari, no bairro de Lagoa Nova, em Natal.

Segundo o secretário, coronel Araújo Silva, assim que ele tomou conhecimento do crime, de imediato foi requerida atenção especial ao caso. “Assim que fiquei sabendo dessa brutalidade entrei em contato com o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Alarico Azevedo, para saber das diligências, de como estavam sendo feitas as buscas pelos criminosos, e também falei com a delegada-geral da Polícia Civil, Ana Cláudia Saraiva, para determinar prioridade na investigação. A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) já está em campo, com a missão de identificar, localizar e prender os autores deste crime tão cruel”, disse.

A princípio, ainda de acordo com o coronel Araújo, o caso está sendo tratado como latrocínio, que é o roubo seguido de morte, uma vez que o carro da vítima foi levado pelos criminosos. O veículo já foi localizado e recuperado.

O titular da SESED reforça à população que é possível colaborar com as forças de segurança pública, por meio do Disque-Denúncia, que atende 24 horas pelo número 181. Não é preciso se identificar.

O caso

O gerente foi morto em uma farmácia, na avenida Jaguarari, no bairro de Lagoa Nova, na Zona Sul de Natal, nesta quarta-feira (17). Três criminosos participaram da ação criminoso. Segundo testemunhas, eles aparentam ser menor de idade e apenas um estava armado.

A vítima tinha 50 anos, dois filhos e era formado em Farmácia, na turma de 1998, pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

O gerente foi abordado pelos criminosos assim que estacionou o carro na calçada unidade, quando voltava do horário de almoço.

Os bandidos tinham acabado de realizar um assalto em uma rua lateral a farmácia, e queriam fugir no veículo do gerente.

Diante da ação, o gerente tentou fugir para dentro do estabelecimento, quando foi alvejado pelos criminosos. Ainda não se sabe quantos tiros foram disparados.

O gerente veio a óbito dentro da farmácia, antes mesmo da chegada do SAMU. Os funcionários da farmácia demonstram pavor com o ocorrido.