Diretor de penitenciária pede exoneração do cargo após intromissão da OAB/Direitos Humanos

O diretor da Penitenciária Estadual Rogério Coutinho Madruga, Osvaldo Júnior Rossato pediu exoneração do cargo após uma nova um novo motim realizado pelos apenados nesta terça-feira (17) em Nísia Floresta causados por representantes dos Direitos Humanos da OAB, além de um representante da OAB.

Segundo o documento, “os representantes realizaram promessas aos presos sem consultar a diretoria” e “ao chegar ao local para tratar com os presos que estavam no banho de sol que deu origem ao motim”.

O movimento chegou a ser contido pelo Grupo de Operação Especial (GOE), mesmo assim, a diretoria solicitou a secretária em exercício, Kalina Leite a exoneração do cargo.

**Confira o documento apresentado à secretária:

IMG-20150318-WA0003